quarta-feira, 30 de abril de 2014

O que não comprei mas senti falta

Apesar de não ser mãe de primeira viajem, na gravidez da Beatriz eu me vi totalmente perdida sobre o que deveria comprar ou não.
O problema é que gravidez da Letícia, por se tratar de ser a primeira (e não ter experiência)  eu saí comprando tudo o que achava importante e muitas coisas foram desnecessárias, então na Beatriz eu não quis cometer o mesmo erro, mas acabei falhando em algumas coisas.
Primeira delas foi a cadeira para amamentação, para quem amamenta no peito é muito importante estar mais confortável possível e isso pesou pra mim depois que ela nasceu e já não estava no orçamento. (Já era!)
Segundo foi o sling (canguru), porque minha pequena Beatriz quase não dorme durante o dia e precisando fazer as coisas com ela no colo, com o sling seria muito mais fácil, eu não comprei, mas acabei ganhando agora, com ela com 2 meses e posso dizer que é uma maravilha! Já usei até no shopping e foi ótimo para andar, pagar contas, ter as mãos livres. Recomendo!
Terceiro foi a babá eletrônica, bobeiei e acabei não comprando e esta fazendo falta agora porque as vezes ela esta dormindo e preciso fazer as coisas em outro cômodo da casa com a babá fica mais fácil, principalmente as que tem câmera. Eu tive na época da Lele, mas acabei não me importando dessa vez. (Ainda dá tempo)
Quarto é a bomba elétrica (tirar leite), tive febre por conta de empedramento do leite 3 vezes e realmente isso me deixou muito mal, com a bomba elétrica ajudaria muito esvaziar os seios para não acontecer isso. (ainda penso em comprar, para deixar leite armazenado, caso eu precise sair e deixa-la em casa.)

Fica a dica!

Abraços

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Sobre o amamentar – Concha de amamentação eu recomendo!

Só posso dizer uma coisa: a concha para amamentar é uma boa sim! Funciona e funcionou comigo e se não fosse por ela, eu teria desistido de amamentar e posso dizer com firmeza e sem culpa, que eu quase desisti, apesar de estar muito triste, por tal decisão, mas o sacrifício era grande demais e dor física estava me deixando deprimida, e quando ela foi minha última tentativa, eis que deu certo! Oh!! Porque não usei antes?! Não importa! Importa que hoje oferecer o seio para minha filha não me deixa nervosa, nem triste, mas feliz e aliviada! Recomendo!!!!!!!

Postei isso no meu grupo de grávidas e mamães do Rio de Janeiro, no facebook (https://www.facebook.com/groups/143709195828928/) e agora vim falar melhor aqui.

A concha de amamentação foi o que me ajudou de verdade conseguir amamentar a Beatriz.
Já cheguei da maternidade com os seios levemente rachados e não demorou muito para estar com uma dor insuportável (quem já viveu isso sabe  do que estou falando), mas a diferença estava na vontade que eu tinha de amamentar (que não foi o caso da Letícia – não que eu não quisesse, mas não me esforcei, não foquei, mas isso é assunto pra outro post). Eu amamentava com dor mesmo, sangrando, chorando, mas eu dava assim mesmo, e olha que a menina mamava muito heim! E mama até hoje, rs... Chegou a um ponto que estava demais, eu estava indo além do que eu podia e isso não vale né? Um dia liguei pra minha mãe pedi pra trazer alguma pomada para seios e ela trouxe, ajudou, mas ainda não continuava doendo muito. Já tinha ouvido falar das conchas e inclusive tive boas recomendações, mas também vi gente falando mal e por isso que não comprei, fique na dúvida, porém na altura do campeonato eu resolvi recorrer a ela. Alias para mim era a última alternativa, ou então eu ia desistir! Ia dá a mamadeira e fim da dor. Liguei para o meu marido e o pedi para comprar e foi batata! Comecei usar a tarde e a noite eu estava amamentando sem chorar, doía claro, afinal o seio ainda estava ferido, mas não chorava, não estava sangrando e estava melhorando as rachaduras, ufa! Com o passar dos dias foi só melhorando, até que amamentar não era mais um sacrifício, mas algo natural como é hoje. Não tenho medo mais daquela boquinha nervosa vindo em minha direção, rsrsrs...
As conchas no meu caso foram a solução para conseguir amamentar como eu tanto queria. Por isso recomendo.
Existe a necessidade de se ter uma boa higienização com elas porque a gordura do leite fica grudado nelas, mas lavando e fervendo todos os dias, não há problemas com isso.

Eu usei da marca Amamente e custaram R$ 38,00 em fevereiro, mas existem muitas outras marcas e preços no mercado.





terça-feira, 22 de abril de 2014

Relato de uma mãe cansada mas muito feliz

Uau! Os dias não tem sido fáceis, mas posso dizer que estou revivendo momentos únicos e cheios de alegria.
Ah a maternidade! Só quem já viveu sabe do que estou falando. Sentimentos dos mais variados, emoções muito intensas que vão de uma alegria muito grande acompanhada de gratidão a Deus e a todos que de alguma forma de te ajudam (e nessas horas toda ajuda é muito bem vinda) a um cansaço acompanhado de melancolia e tristeza por não ter tempo nem mesmo de ir ao banheiro.
Ah a maternidade! É  um presente de Deus!
Mesmo não sendo mãe de primeira viagem e isso facilita muito, o sentimento é renovador, é como se não tivesse sentido isso algum dia, mas já sentiu , é como se fosse algo novo, e é, um novo amor, um novo cuidado, uma nova responsabilidade, por um novo ser que novamente poderá chamar de seu.
Estou radiante de alegria, muito cansada, muitas vezes estressada demais, mas estou muito feliz!
Se há algo que nunca pensei é que seria mãe de duas meninas e isso prova que Deus tem planos maiores do que os nossos e por isso O glorifico!
Minha Beatriz veio para mudar minha vida mais uma vez!

Feliz, feliz!