quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Fraldas, qual a melhor?

Existem muitas fraldas no mercado e claro não usei todas, mas usei muitas e posso dizer que em comparação entre elas de 6 anos atrás muitas melhoraram bastante e outras caíram de qualidade.
Como mãe, eu quero o melhor pra minha filha e depois que acabaram as fraldas do chá (porque quase todas, com exceção de um pacote que realmente não gostei), eu passei a comprar a "melhor" para ela e para o bolso, é claro. Fui seguindo a que eu julgava ser a melhor, afinal, ela tinha um bom preço e sempre foi boa, pelo menos no tempo da Letícia, mas não é bem assim, a fralda que é umas das mais usadas, deixou a desejar e eu optei por não usa-la mais.
Durante dias acordei com a Beatriz molhada de xixi, a fralda não segurou o xixi da noite toda. Pensei: será que ela faz muito xixi? Experimentei então trocar no meio da madrugada, mas mesmo assim ela acordou molhada, e então percebi que a fralda não segura uma quantidade maior de xixi, como dizia e comprovei quando troquei para outra marca e super deu certo. Conclusão: Mudei de fralda e estou muito satisfeita e quanto ao preço, tem uma pequena diferença, que vale a pena, claro!!

Vou colocar aqui as fraldas citadas acima, com exceção daquela que citei dizendo que não gostei de jeito nenhum, ok? Quem quiser me escreva que respondo em particular.

Essa fralda deixou minha filha acordar molhada algumas vezes e não recomendo para uso dela a noite e nem para uso de muitas horas.
Essa foi a fralda reprovada para noite.




Essa fralda é muito boa tanto para a noite quanto para o dia, mas ela é um pouco mais cara, mas é uma boa opção.

Aprovada para noite, mas é mais cara


Essa foi a melhor escolha para mim, além de ajustar bem ao corpo, ela segura muito bem o xixi. E mesmo quando não faço trocas na madrugada, ela acorda bem cheia, mas não vaza. E o preço é bom, porque se difere muito pouco da primeira fralda, que tinha um bom preço.

Essa é a fralda escolhida. Hoje ela é minha preferida.



E qual a sua preferida?


Abraços

Carol

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Sobre a rotina, a vida e o minimalismo



Agora já estou conseguindo estabelecer uma "rotina" e isso me deixa bem mais calma, porque eu preciso mesmo de uma rotina, eu não gosto de não deixar pra depois e com bebê quase tudo fica pra depois, né? 
O bebê requer muita atenção e essa minha pequena não é mole, rs... mas agora o pouco que ela dorme durante o dia eu consigo fazer muitaaaa coisa, (to ficando boa em correr com as coisas, rsrsrs....), mas em resumo, pela manhã é mais tumultuado pra mim, mas consigo dá conta de: tomar café, ler a Bíblia (as vezes não dá), fazer almoço, ajudar a Letícia com o trabalho de casa, dá almoço para todos e entre tudo isso, dá mamar e fazer a Bia cochilar, uau eu sou demais!! kkkkk.... muitas vezes eu tenho ajuda do meu amado marido e da minha amada sogra, mas as vezes me viro sozinha mesmo, é que a Bia ta crescendo e agora já se distrai com um brinquedo ou com nossas brincadeiras, com tv não, ela não gosta muito não.
O que esta me ajudando muito para as coisas ficarem mais fáceis para mim é ler blogs e sites sobre organização e minimalismo. Ah, o minimalismo me entusiasma já tem um bom tempo, mas ainda não tive coragem de viver assim, porque ainda sou muito consumista, mas estou começando a mudar. Sei que vai me fazer muito bem, vou ter mais tempo e mais dinheiro e assim mais qualidade de vida.
Esta caindo a ficha que o menos é mais!

Beijos queridas!

Volto em breve!

sábado, 16 de agosto de 2014

Sacudir não pode!

Oi gente!

Achei esse artigo muito importante, e pra dizer a verdade era ago que eu desconhecia, então vou compartilhar com vocês.

É muito comum ver alguns pais sacudirem seus filhos como forma de acalmá-los em um momento de choro ou até durante uma brincadeira. Mesmo que isso não pareça importante, pode trazer consequências neurológicas para o desenvolvimento da criança. Há pouco tempo, postamos no nosso Facebook um vídeo de uma mãe fazendo ginástica com o filho em seus braços e sacudindo-o bastante. O vídeo gerou polêmica por causa da Síndrome do Bebê Sacudido, ou Lesão Cerebral por Abuso, que é uma  problema pouco conhecido pelos pais de primeira viagem. “O pico de incidência desse problema ocorre entre a 6ª semana e o 4º mês de vida, época que os bebês costumam chorar muito, por causa das cólicas”, explica Felipe Monti Lora, endócrino pediatra, do Hospital infantil Sabará e chefe do PS, e pai de Marcelo e Gabriel. Não há nada o que fazer depois que a criança for sacudida. Se o impacto for muito forte, pode provocar excesso de irritabilidade, a criança pode ficar mais quieta, ter tremores pelo corpo, perda parcial de visão e convulsões. Se os pais perceberem que os filhos estão com algum desses sintomas, devem levá-los ao médico para obter um diagnóstico e receber o tratamento. Em casos mais graves e se não houver cuidado médico, o quadro clínico pode piorar, causando até a morte da criança. “30% das crianças sacudidas morrem ou ficam com traumas permanentes, como paralisia motora, perda total da visão e dificuldade de aprendizagem”, alerta o médico. “Os pais devem ser aconselhados durante a visita com o pediatra para que esse tipo de situação não aconteça de jeito nenhum. Os especialistas devem explicar que bebês costumam chorar (e muito!), e que se ele estiver alimentado, limpo e confortável pode deixar abrir o berreiro. O que não pode é sacudir”, finaliza Lora.

Fonte: Pais e Filhos

domingo, 10 de agosto de 2014

Feliz dia dos Pais



Eu sou abençoada demais!
Tenho um pai maravilhoso que sempre foi muito presente e ainda é, que me deu muito amor e muita educação, mas o que ele me deu de melhor foi me ensinar a amar a Jesus Cristo. 
Deus tem sido maravilhoso conosco, Aleluia! Por isso desejo aqui meu feliz dia dos pais para o meu lindo pai e espero que ainda possa viver muitas datas como essa ao seu lado. Que Deus nos conceda vida e vida com abundância para desfrutarmo-nos.
Continuando na bondade de Deus, ele presenteou primeiramente a mim com um marido maravilhoso, e depois me deu duas filhas que têm o pai mais amoroso do mundo. Sou grata a Deus por ter me dado as melhores figuras paternas do mundo. Por isso também desejo meu feliz dia dos pais ao meu marido e pai das minha preciosas filhas. Que Deus lhe dê dias maravilhosos ao lado de seus filhos amados, que são herança de Deus!
Desejo a todos os verdadeiros pais, aqueles que se dedicam de verdade a paternidade com compromisso e amor um grande dia!

Abraços,

Carol

Minha falta de tempo pra escrever



Quanto tempo não venho aqui escrever, mas é que o tempo esta curto.
A Bia em vez de ficar mais tranquila vem tomando mais e mais o meu tempo porque ela é muito agarrada comigo, muito mesmo, eu fico pasma. A ponto de muitas vezes chorar estando no colo de qualquer outra pessoa mesmo eu estando ao lado.
Algumas vezes meu marido fica com ela no banheiro quando estou no banho só para ela me ver.
A maternidade é algo maravilhoso e ao mesmo tempo é uma caixinha de surpresa, por mais que não sejamos marinheiras de primeira viajem. A verdade é que um filho nunca é igual ao outro. FATÃO!! Claro,  né? Ninguém é igual a ninguém, mas a verdade é que achamos que bebês são iguais (eu achei que seria), mas não é não.
A Letícia sempre foi agarrada comigo, mas a Bia superou! kkkk....
É gostoso sim, mas cansa, cansa demais! Ainda não voltei a trabalhar direito e não faço nada, nada sem ela.
Um dia fui arriscar, marquei unhas e deixei com meu marido e minha sogra. Fiquei mais ou menos 1:30hs fora de casa, amamentei antes de sair e fui achando que ia dá certo, quando cheguei, ela estava aos prantos, com o rosto tão vermelho que deu dó. Ficou quase 40 minutos mamando depois disso, é mole? Faz parte né? Logo passa!

Vou tentar passar mais vezes por aqui!!
Me contem suas experiências?

Beijos,

Carol